Na 4.ª edição do Seminário Tecnológico foram debatidas as principais diferenças entre modelos de maturidade e geração automática de software e procurou-se perceber até que ponto estes dois paradigmas podem ser integrados.