ATUALIZAÇÃO DE SISTEMAS LEGACY DE FORMA RÁPIDA E SEM RISCOS

sistemas legacy e obsoletos
Muitos dos sistemas de informação em funcionamento nas organizações, sobretudo nas mais complexas, não integram as evoluções tecnológicas mais recentes. São os chamados legacy systems. O medo de evoluir está associado ao risco de perder o conjunto de funções que, ao longo do tempo, foram introduzidas no sistema e que fazem com que este, embora tecnologicamente ultrapassado, seja ajustado à realidade organizacional e, por isso, fundamental para a atividade desenvolvida.
No passado, foi muitas vezes este sistema (agora obsoleto) que deu vantagens competitivas à organização.
As organizações reconhecem a importância destes sistemas, uma vez que são o repositório das práticas e da cultura da organização, são a sua mais-valia. Apesar de funcionalmente ajustadas, estas soluções não acompanharam a evolução tecnológica e representam graves riscos, nomeadamente, ao nível da manutenção e na interoparebilidade com outras soluções mais atuais.

Através do Genio e de metodologias ágeis, tipo SCRUM ou DevOps, a Quidgest assegura que os sistemas de informação legacy da sua organização podem ser recriados com todas as suas funcionalidades. Além disso, garante a transição pacífica – replatforming – de plataformas tecnológicas obsoletas para as mais recentes tecnologias, sem que se percam a coerência global e as funcionalidades do sistema.

O QUE É O APTO?

O APTO (Atualização de Plataformas Tecnológicas Obsoletas) é um processo controlado de desenvolvimento automático através do qual se criam as condições para uma rápida evolução tecnológica de sistemas. O APTO ultrapassa as restrições e os constrangimentos habituais neste tipo de transição, que se calculam ser responsáveis por perdas de milhões de euros:

  •  em atrasos;
  •  em perdas de dados;
  •  em inadequação do sistema;
  •  em redução da produtividade;
  •  em períodos de inatividade;
  •  em custos escondidos.

O APTO é suportado pelo Genio e restante sistema tecnológico da Quidgest, com base em plataformas de última geração. Garante a substituição de plataformas tecnológicas de manutenção dispendiosa, dependentes de uma única pessoa ou de difícil evolução. A transição processa-se aproveitando os dados armazenados e melhorando as funcionalidades do sistema antigo. Na prática, o APTO faz a migração das soluções tecnologicamente obsoletas, recriando-as com todas as suas funcionalidades nas mais modernas tecnologias, arquiteturas, linguagens de programação e metodologias de desenvolvimento.