virvi lares e creches

VIRVI gere e monitoriza a Covid-19 em mais de 375 lares e 30 creches

O VIRVI está já em funcionamento em mais de 375 lares do norte de Portugal, a efetuar o registo dos visitantes; e em mais de 30 creches daquela região, registando, com consentimento expresso, a temperatura das crianças e funcionários.

A Quidgest implementou esta solução, a nível nacional, nos lares, creches, centros de dia e outras instituições de solidariedade social (IPSS), de modo a acompanhar a gestão da pandemia em locais onde existe uma forte probabilidade de contágio. Esta é uma ação de responsabilidade social, que conta com o apoio da OceanXbox – empresa especializada em Tecnologias da Informação -, e que visa colaborar com a sociedade portuguesa neste combate à COVID-19, numa lógica de co-responsabilidade entre todos.

Este é um software inovador de gestão de emergência hiper ágil que apoia a monitorização e o controlo de epidemias e de outros fenómenos em tempo real. Este sistema de informação de utilização intuitiva foi desenvolvido em tempo recorde e contou, durante o seu desenvolvimento, com importantes inputs de pessoas e entidades ligadas a este sector. Totalmente web, garante uma escalabilidade muito superior à de uma linha de atendimento telefónico, pois é acessível por todos os profissionais, assegurando diferentes níveis de acesso à informação e respeitando níveis adequados de privacidade e segurança.

Uma vez que a solução pretende apoiar a comunicação e monitorização de epidemias entre os profissionais de saúde e a população são os próprios pacientes ou cuidadores que fazem o registo e monotorização dos sintomas.

No caso específico das Respostas Sociais, como por exemplo nos lares, creches e centros de dia, os funcionários fazem o registo dos sintomas e o sistema permite disponibilizar, com confiança e fiabilidade, estas informações ao médico de Saúde Pública ou ao Centro de Saúde, sem necessidade de contacto telefónico. Os profissionais de saúde conseguem ter acesso, praticamente em tempo real, a todos os dados necessários e informações relevantes. Desta forma foi possível gerir a primeira fase da pandemia e alcançar, neste setor, níveis ímpares, quando comparados com outros similares na Europa. E numa altura em que as visitas a estas instituições voltaram a ser uma realidade, o sistema reveste-se de especial importância já que permite fazer o registo dos visitantes e a respetiva medição de temperatura, sempre com autorização expressa. A par dos funcionários, os visitantes são também uma importante via de transmissão do vírus.

Já no caso das creches, o sistema permite fazer o registo da temperatura dos funcionários que fica automaticamente disponível para ser consultado, sempre que necessário, pelo médico de Medicina no Trabalho.

Importa ainda referir a disponibilidade do sistema para o envio automático de reports, para a Segurança Social, com os indicadores de gestão da COVID-19 destes grupos de risco.